quarta-feira, 12 de agosto de 2009

dói-me


Dói-me, ver um homem a ser derrotado pela doença

Dói-me ver um apelo mudo naqueles olhos " ....dá-me esperança!"

Dói-me ao dizer-lhe " É preciso ter fé!"

Dói-me vê-lo virar-se para o outro lado na solidão dos seus pensamentos

Dói-me o afago disfarçado com um aconchego da roupa

Dói-me o olhar daquele rosto angustiado


Dói-me a impotência de tratar desta dor!
Rosa Maria

9 comentários:

lilipat2008 disse...

Não é nada fácil...mesmo...

mjf disse...

Olá!
Temos de ser fortes....para podermos transmitir este sentimento, tão importante para os que estão muito debilitados e indefesos :=(((

Beijocas

mfc disse...

Dói... dói sim e muito!

Ninja! disse...

Lamento muito, espero melhoras!

P.S.: o teu blogue está meio marado... :S

Larose disse...

pois Ninja .......


quanto ao blog, não dei por nada!

Smootha disse...

Acho que é a primeira vez que te leio algo assim.
Belo mesmo. Acima de tudo, humano, como tu mesma és.
Beijoca

Larose disse...

...pois smootha, é raro porque não me posso dar ao luxo de deixar aflorar os sentimentos destes na área extra-hospitalar, pois é uma forma de defesa da minha sanidade mental, o que lá se passa fica lá mal tiro a farda. .....pelo menos tento a maior parte das vezes distanciar-me o suficiente ......mas dói-me!

Larose disse...

Escrito pela Eunice, assistente social aqui do hospital:

Mas viva a Larose, que apaga a dôr da impotência com um sorriso malandro e astuto no seu olhar :)


ela pediu para eu postar!

Fada disse...

:s

Complicado...

Mas a esperança é mesmo a última a morrer...

E agora estou com lágrimas nos olhos porque me lembrei dos últimos tempos da minha tia Zi...

Quando a única esperança é apenas que a dor acabe, rápido.

:(


Beijitos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...